Acidentes com cobras em Guapimirim: o que fazer e para onde ir

Picadas de cobras nas trilhas

Guapimirim é um excelente local turístico com muitas cachoeiras, locais para caminhas e muita floresta. Para quem vai se aventurar ou passear é necessário alguns cuidados durante o trajeto.

Conteúdo
  1. Picadas de cobras nas trilhas
  2. Se vai passear na mata tenha cuidado com as cobras
    1. A seguir, a lista dos polos de soroterapia mais próximos de Guapi
    2. Para evitar acidentes com cobras em Guapi, é importante seguir algumas dicas simples

Picadas de cobras nas trilhas

Acidentes com cobras em Guapimirim
Acidentes com cobras em Guapimirim

O que fazer em caso de picada de cobra em Guapi ou aracnídios? Descubra quais são as espécies peçonhentas mais comuns na região, o que fazer e não fazer em caso de acidente, e para onde se dirigir para receber o tratamento adequado.

Em caso de picada de cobra em Guapi, procure atendimento médico o mais rápido possível. Não amarre, corte ou pressione o local da picada, e não coloque folhas, pó de café, fezes, urina, cachaça, chupar o veneno ou quaisquer outras substâncias no local como se é visto em alguns filmes. Leve a pessoa o mais rápido possível a um hospital especializado, mas a mantenha em repouso para não favorecer a absorção do veneno via corrente sanguínea.

Acidentes com cobras são comuns no Brasil, e Guapi não é exceção. Isso pode ser explicado pela proximidade do município com a Mata Atlântica, que é um habitat natural de cobras. A maioria dos acidentes ofídicos ocorre nos meses de verão, quando as cobras estão mais ativas.

Se vai passear na mata tenha cuidado com as cobras

No território brasileiro, quatro gêneros de cobras peçonhentas são predominantes:

Bothrops: Inclui jararaca, jararacuçu, urutu, caiçaca, sendo a jararaca responsável por mais de 80% dos acidentes.

Crotalus: Representadas por cascavel, boicininga, maracamboia, habitam áreas abertas de cerrados, embora não sejam comuns em Guapi.

O que levar na mochila de viagem para Guapimirim?

Lachesis: A surucucu-pico-de-jaca, ou oito, é a maior serpente peçonhenta das Américas, porém rara em Guapimirim.

Micrurus: A coral verdadeira, apesar de ter o veneno mais potente, representa apenas 1% dos acidentes no Brasil.

As espécies mais comuns em Guapi são as jararacas, que representam mais de 80% dos acidentes na região.

Em caso de picada de cobra, o mais importante é procurar atendimento médico o mais rápido possível. O soro antiofídico é o único tratamento eficaz para os acidentes com serpentes, e deve ser administrado o mais breve possível.

Ao ser picado por uma cobra, é importante fazer o seguinte:

Mantenha o local da picada elevado. Isso ajuda a retardar a absorção do veneno.
Lave o local da picada com água e sabão. Isso ajuda a remover possíveis bactérias que possam causar infecções.
Leve a pessoa o mais rápido possível a um hospital especializado.

Em Guapi, existem alguns polos de soroterapia próximos à cidade, onde é possível receber o tratamento adequado para acidentes com cobras.

Oscilação de energia pode queimar aparelhos? Conheça como proteger

A seguir, a lista dos polos de soroterapia mais próximos de Guapi

Teresópolis – Hospital das Clínicas de Teresópolis Costantino Ottaviano
Itaboraí – Hospital Municipal Desembargador Leal Júnior
Petrópolis – UPA Centro
Niterói – Hospital Universitário Antônio Pedro
Rio de Janeiro – Hospital Municipal Lourenço Jorge
Hospital Pedro II

Locais para acesso ao soro: Instituto Vital Brazil

O que fazer:

Não se aproxime ou toque no animal. Sua segurança e a dele são importantes!
Mantenha sob seu campo de visão para que a equipe da Guarda possa localizá-lo facilmente.

Com a sua ajuda e a expertise da Guarda Ambiental, o animal silvestre terá o melhor cuidado e poderá voltar para seu lar seguro na natureza.

Importante:

É crime ambiental manter animais silvestres em cativeiro.
Juntos, podemos proteger a nossa fauna e garantir o bem-estar dos animais selvagens!

Guapimirim: Um dos melhores lugares no Brasil para viajar com crianças

Para resgate de serpentes, ligue para a Secretaria de Meio Ambiente de Guapimirim: (21) 2020 7123 / 4787. Envie email: ambiente@guapimirim.rj.gov.br.

Para evitar acidentes com cobras em Guapi, é importante seguir algumas dicas simples

Nunca ande descalço em mata fechada ou pastos. As cobras costumam se esconder em locais escuros e úmidos, como sob folhas, troncos e pedras.

Considere usar botas longas e perneiras nesses locais. Isso ajudará a proteger as suas pernas de picadas.

Preste atenção no caminho, onde pisa ou segura. Se vir uma cobra, não tente tocá-la ou matá-la. Apenas afaste-se e procure ajuda.

Use luvas em atividades rurais, de jardinagem e obras. Isso ajudará a proteger as suas mãos de picadas de qualquer bicho peçonhento.

Nunca enfie as mãos em tocas, buracos ou entre tocos e pedras. As cobras costumam usar esses locais para se esconder.

Mantenha carros, barracas e mochilas fechadas em áreas de camping. As cobras podem entrar nesses objetos em busca de abrigo ou alimento.

Sambaquis do Vale das Pedrinhas - Os mistérios de Guapimirim

Redobre a atenção em dias ensolarados após períodos chuvosos. Após as chuvas, as cobras costumam sair em busca de alimento.

Ao procurar atendimento médico, informe ao profissional de saúde o gênero e a espécie da cobra que o picou, se possível. Isso ajudará a escolha do soro antiofídico adequado. Se a pessoa que foi picada estiver apresentando sintomas graves, como dificuldade para respirar ou convulsões, ligue para o SAMU (192).

Espero que tenha curtido o conteúdo sobre:
Acidentes com cobras em Guapimirim: o que fazer e para onde ir
Em Notícias temos diversos artigos sobre este tema.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go up

Temos a nossa política de cookies para o armazenamento de dados temporariamente para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse. Política de privacidade