Lâmpadas fluorescentes, pilhas, baterias e lixo eletrônico saiba como descartar

Lâmpadas fluorescentes, pilhas, baterias e lixo eletrônico

Descubra os cuidados essenciais para evitar problemas para saúde e o meio ambiente ao descartar cada produto.

Guapi é um belo local turístico e excelente para morar por ser bem acolhedor, porém tanto os moradores quanto os turistas precisam de um cuidado a mais com a nossa natureza local.

Conteúdo
  1. Lixo eletrônico
  2. Pilhas e baterias
  3. Lâmpadas fluorescentes

Lixo eletrônico

Descarte de celular
Descarte de celular

O descarte inadequado de eletroeletrônicos contamina o solo e a água, além de colocar em risco a saúde humana.

Você sabia que seu celular antigo pode poluir até 600 mil litros de água?

O ciclo de vida dos dispositivos eletrônicos chega ao fim quando estão defeituosos ou simplesmente ultrapassados. No entanto, a questão surge quando esses aparelhos são jogados no meio ambiente. 

Compostos por uma variedade de substâncias químicas, como chumbo, cádmio, mercúrio e berílio, esses dispositivos representam uma ameaça real para o solo e a água, desencadeando contaminação ambiental.

Descarte de óleo de cozinha - A natureza e Guapi agradece o uso correto

Os dispositivos eletrônicos não são apenas uma fonte de produtos químicos tóxicos, mas também contêm uma variedade de materiais, como plástico, metais e vidro, que levam um tempo considerável para se decompor no solo, agravando ainda mais o problema ambiental.

Em vez de simplesmente jogá-los fora, é fundamental encaminhá-los para locais apropriados, como empresas e cooperativas de reciclagem. Empresas de telefonia celular, por exemplo, aceitam celulares e suas baterias para reciclagem, garantindo que esses resíduos não causem danos ao meio ambiente.

Outra alternativa viável é doar equipamentos eletrônicos em boas condições para entidades sociais dedicadas à inclusão digital. Além de contribuir para a preservação do meio ambiente, essa ação pode transformar vidas ao fornecer acesso a tecnologias essenciais para aqueles que mais precisam.

Pilhas e baterias

Pequenas no tamanho, grandes no perigo! Existem vários problemas provocados pela contaminação com metais pesados.

O descarte incorreto contamina solo e água, colocando em risco a saúde humana e o meio ambiente.

As pilhas e baterias que usamos em nossos relógios, brinquedos e outros dispositivos domésticos podem parecer inofensivas, mas escondem um grande perigo quando descartadas incorretamente. Em seu interior, metais pesados como cádmio, chumbo e mercúrio representam uma séria ameaça à saúde humana e ao meio ambiente.

Marcos Vicente empreendedor em Guapimirim

O descarte inadequado de pilhas e baterias contamina o solo e os lençóis freáticos, comprometendo a agricultura e a qualidade da água que consumimos.

Os animais que ingerem água ou alimentos contaminados podem sofrer intoxicação e até mesmo morrer.

Responsabilidade compartilhada:

A lei brasileira (Lei nº 12.305/2010) exige que os fabricantes recebam de volta pilhas e baterias usadas para dar-lhes o destino correto.

Em termos de Governo a função de fiscalizar o cumprimento da lei e investir em campanhas de conscientização sobre o descarte correto.

Lâmpadas fluorescentes

Lâmpadas fluorescentes são práticas e econômicas, mas um perigo silencioso espreita dentro delas. O mercúrio, presente em sua composição, pode causar graves problemas de saúde e contaminar o meio ambiente se não descartadas corretamente.

Tai Chi Chuan benefícios - Aliado poderoso contra a hipertensão

Mercúrio é um inimigo invisível. A inalação pode causar problemas neurológicos e até hidragirismo e a contaminação de rios e animais

O descarte inadequado é um risco para a saúde pública e para o planeta.

Quebrando a lâmpada veja os cuidados essenciais:

  • Retire crianças e animais do local.
  • Use luvas e máscaras.
  • Abra portas e janelas por 15 minutos.

Utilize papel toalha úmido e fita adesiva para remover os menores fragmentos. Coloque os cacos em um saco plástico resistente, e se possível enrole no jornal ou folhas de revistas e feche bem.

Se a lâmpada quebrar em roupas, lave-as antes de usá-las novamente.

NÃO descarte no lixo comum e proteja a saúde pública e o meio ambiente.

Aulas de Yoga em Guapimirim promovem bem-estar e saúde mental

Dados relevantes:

1 lâmpada fluorescente contém 4 miligramas de mercúrio, suficiente para contaminar 6.000 litros de água. No Brasil, apenas 14% das lâmpadas fluorescentes são descartadas corretamente.

Faça a diferença! Descarte de forma correta e contribua para um futuro mais sustentável e com a natureza de Guapimirim.

Espero que tenha curtido o conteúdo sobre:
Lâmpadas fluorescentes, pilhas, baterias e lixo eletrônico saiba como descartar
Em Notícias temos diversos artigos sobre este tema.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go up

Temos a nossa política de cookies para o armazenamento de dados temporariamente para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse. Política de privacidade